Ourofino - Doxifin Tabs 50 mg - 14 Comprimidos para Cães e Gatos

Código: 7898019867508 Marca:
R$ 44,99
ou R$ 42,74 via Depósito
Comprar Estoque: Disponível
  • R$ 42,74 Deposito
  • R$ 44,99 PayPal
  • R$ 44,99 American Express, Visa, Diners, Mastercard, Hipercard, Elo
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

 

Ourofino - Doxifin Tabs 50 mg com 14 Comprimidos para Cães e Gatos

 

Antimicrobiano palatável à base de Doxiciclina para cães e gatos.

 

- Indicações:

Doxifin Tabs é um antibiótico à base de Doxiciclina em formulação palatável. Pertencente à classe das tetraciclinas, é conhecida por sua boa eficácia contra um amplo espectro de bactérias, especialmente organismos intracelulares. Sua melhor solubilidade lipídica a faz atingir maiores concentrações intracelulares comparada a outras tetraciclinas. Com ação bacteriostática, Doxifin Tabs é indicado para o tratamento de diversas enfermidades que acometem cães e gatos, causadas pelos seguintes agentes etiológicos sensíveis à Doxiciclina: Ehrlichia canis, Bordetella bronchiseptica, Pasteurella multocida tipo A, Arcanobacterium (Corynebacterium) pyogenes e Escherichia coli; tais como: erliquiose, infecções do trato respiratório, gastrintestinal, geniturinário; bem como pele e anexos.

 

- Farmacodinâmica:

As tetraciclinas são antimicrobianos bacteriostáticos de amplo espectro com ação em bactérias Gram-positivas e Gram-negativas, incluindo alguns anaeróbios; riquetsias, clamídias, micoplasmas e também alguns protozoários. Sua ação se deve a uma conjunção sobre a subunidade 30S do ribossoma bacteriano, bloqueando a ligação do aminoacil-tRNA ao sítio aceptor no complexo mRNA-ribossoma. Este bloqueio impede efetivamente a adição de novos aminoácidos à cadeia peptídica em crescimento, inibindo a síntese de proteínas das células bacterianas.

 

- Farmacocinética:

Cerca de 95% da Doxiciclina é absorvida após administração oral e devido a sua alta lipossolubilidade, alcança excelentes níveis de distribuição e penetração na maioria dos líquidos e tecidos orgânicos. Também possui maior capacidade de ligação a proteínas plasmáticas do que outras tetraciclinas, resultando em uma meia-vida prolongada em humanos e animais. A Doxiciclina é eliminada quase que exclusivamente pelas fezes através de rotas não-biliares em uma forma inativa. Sua eliminação será mais lenta, resultando em níveis séricos persistentes. Diferentemente de outros antimicrobianos de sua classe, a presença de alimento no estômago não interfere na absorção da Doxiciclina.

 

- Modo de uso:

Doxifin Tabs deve ser oferecido ao animal, de acordo com a dosagem preconizada para o seu peso corporal, diretamente na mão do proprietário ou juntamente com ração ou outros alimentos, não havendo a necessidade de jejum prévio ou qualquer alteração na dieta para a sua administração.

 

- Dosagem:

Doxifin Tabs possui três diferentes apresentações, sendo cada uma delas indicada para uma faixa de peso dos animais a serem tratados. A dose terapêutica da Doxiciclina é de 10 mg/kg de peso corporal, devendo ser administrada uma vez ao dia por sete dias consecutivos, ou ainda, no caso de tratamento de erliquiose, por 28 dias consecutivos, ou a critério do médico-veterinário.

Obs.: A partição dos comprimidos deve ser realizada apenas ao meio, respeitando-se o sulco presente nos comprimidos.

O acompanhamento do médico-veterinário durante e após o término do tratamento da erliquiose é necessário para minimizar as chances de recidiva da erliquiose. Porém, deve-se diferenciar a existência de recidivas com a re-infestação pelo contato com carrapatos portadores de E. canis e considerar a prevenção de infestações por carrapatos. (desenvolvimento de lesões esofágicas).

 

- Contraindicações e limitações de uso:

Não administrar em animais com histórico de hipersensibilidade à Doxiciclina.
Não administrar em cadelas prenhes ou em fase de lactação. Não administrar em animais com menos de 30 dias de idade.

 

- Precauções:

Obedecer ao modo de uso e dosagens preconizadas. Somente o médico-veterinário está apto a fazer alterações nas dosagens recomendadas para o uso do produto. Diferentemente das outras tetraciclinas, a Doxiciclina não é nefrotóxica, podendo ser utilizada em pacientes renais e idosos. Em cães e gatos com doenças hepáticas severas, a Doxiciclina deve ser usada com cautela. A neurotoxicidade foi relatada em humanos (hipertensão benigna intracraniana, quando em uso concomitante com a vitamina A), bem como possibilidade de agravamento de lúpus sistêmico eritematoso. Relata-se que as tetraciclinas podem alterar a população normal de microrganismos no sistema digestivo. Em gatos, pode-se realizar a administração do comprimido juntamente com 5 a 6 mL água (via seringa) ou com uma porção de alimento, para evitar possíveis eventos adversos relacionados à administração do produto.

 

- Reações adversas:

Estudos clínicos de segurança conduzidos com o produto, na dose indicada, uma vez ao dia por 30 dias em cães e gatos acima de 1 ano de idade, demonstraram que o mesmo é seguro. A segurança do produto não foi avaliada em animais idosos ou em reprodução. As tetraciclinas quelam o cálcio dos dentes e ossos; incorporam-se nessas estruturas, inibindo a calcificação, podendo causar, por exemplo, a hipoplasia do esmalte dentário, causando uma coloração amarelada e depois amarronzada. Apesar de este efeito quelante ser menor com a Doxiciclina, o seu uso para animais em fase de crescimento e em processo de dentição não é recomendado. Relatos de literatura apontam a ocorrência mais comum de náusea e vômito e em menor escala, reações de hiperssensibilidade e fotossensibilidade. Em gatos há relatos de estreitamento de esôfago, febre e depressão.

 

- Interações medicamentosas:

Ferro, alumínio, cálcio, zinco e manganês diminuem a concentração sérica e biodisponibilidade das tetraciclinas devido à capacidade desta de formar quelatos com íons metálicos. A Doxiciclina tem uma afinidade relativamente baixa para íons de cálcio, entretanto se recomenda um intervalo de uma a duas horas antes ou depois da administração de tetraciclinas com estes fármacos. As tetraciclinas podem diminuir a atividade da protrombina no plasma e animais sob tratamento com anticoagulantes poderão necessitar de um ajuste na dosagem. A administração concomitante de tetraciclinas com teofilina pode exacerbar os efeitos colaterais sobre o trato gastrintestinal. A presença de antihistamínicos Hpode diminuir a absorção das tetraciclinas. As tetraciclinas não devem ser administradas concomitantemente a penicilinas ou cefalosporinas, uma vez que estas podem ter seu efeito bactericida antagonizado pelas tetraciclinas. Antiácidos podem reduzir a biodisponibilidade de Doxiciclina em cerca de 85%. Nestes casos, deve-se manter um intervalo de 2 horas ou mais entre a administração destes fármacos. Os indutores enzimáticos microssômicos, como o fenobarbital e a fenitoína, encurtam as meias-vidas plasmáticas da Doxiciclina. Vitaminas do complexo B, preparações de ferro, antiácidos e caulim diminuem a atividade das tetraciclinas.

 

- Armazenamento:

Conservar o produto na embalagem original, em local seco e fresco, entre 15°C e 30°C, ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Venda sob prescrição e administração sob orientação do médico-veterinário.

 

 

- Especificação:

Tipo:
Antimicrobiano


Indicação:
Cães e Gatos


Apresentação:
 


Dose:
 


Uso:
Oral


Idade:
 


Composição:

Cada comprimido palatável contém:
Doxiciclina base 50,00 mg

Excipiente q.s.p. 250,00mg


Marca:
Doxifin Tabs


Fabricante:
Ourofino

 

Produtos relacionados

R$ 44,99
ou R$ 42,74 via Depósito
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

O Pet Shop virtual Mercado Animal oferece ao seu animal o que ele merece. Produtos em até 3x sem juros. Tudo para cães, gatos, pássaros, peixes, roedores e répteis.

Pague com
  • Mercado Pago
Selos

Mercado Animal Pet Shop Rações LTDA EPP - CNPJ: 05.952.880/0001-10 © Todos os direitos reservados. 2020